Este site utiliza cookies. Ao continuar navegando no site, você concorda com esse uso. Leia nossa política de privacidade

Huawei, ABDI e Abralog lançam primeiro estudo da “Logística Inteligente e o 5G no Brasil"

Documento traz informações detalhadas da logística 4.0 e seus benefícios quando conectados à nova tecnologia 5G
2021.12.09

Download PDF (8,89 MB)

São Paulo, 8 de dezembro de 2021 – A Huawei lançou na tarde desta terça, 7, o White Paper “Logística Inteligente e o 5G no Brasil”. O documento, elaborado em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação Brasileira de Logística (Abralog), reúne detalhes das tecnologias implementadas no Armazém Inteligente da multinacional líder em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), em Sorocaba (SP), e revela os benefícios obtidos pela conexão à tecnologia móvel de quinta geração. 

“Em 2020, a Huawei Brasil se empenhou em criar todo um ambiente sustentável e disruptivo conectado ao 5G, para que pudéssemos entregar este estudo que disponibilizamos hoje à indústria 4.0 brasileira”, disse Mr. Maxingwu, diretor de Logística da Huawei no Brasil, na ocasião do lançamento. “Esperamos que este informe técnico beneficie todo o ecossistema 5G”,  completou.

O estudo é o primeiro realizado no país, com dados de como funciona na prática a tecnologia de quinta geração e quais são os ganhos que pode gerar para a indústria 4.0. “Logística inteligente é um setor que combina o mundo físico e o mundo digital. Uma grande quantidade de informações do mundo físico entra no mundo digital por meio da digitalização e depois gera inteligência pela sobreposição de tecnologias-chave, como inteligência artificial, IoT, AR/VR e blockchain. Por fim, a eficiência logística é aprimorada, os custos logísticos reduzidos e a experiência e segurança do usuário, melhoradas”, explicou Mr. Maxingwu.

O estudo, que também servirá de referência para todas as empresas do setor de logística, ainda observou maior controle do armazém e do estoque, monitoramento amplo dos veículos, minimização de problemas com a observação contínua dos veículos, podendo prever falhas mecânicas antes que aconteçam, e ampliação de conexões sem fio.

“Estamos construindo um aprendizado a partir desse White Paper, cujos resultados observados foram a melhoria de 25% na eficiência operacional geral, a redução de 30% no ciclo de produção, a melhoria de 20% no giro de estoque e a eliminação total dos erros operacionais e do uso de papel”, destacou Bruno Jorge, Head de Indústria 4.0 da ABDI.

O president da ABDI, Igor Calvet, ressaltou que “a revolução que o 5G traz para a indústria é inquestionável”. Segundo ele, os resultados auferidos no White Paper pela Huawei poderão em breve ser verificados também em outras áreas do setor produtivo com o avanço do 5G no país.  “A ABDI, ao lado da Huawei e da Abralog, juntou esforços para criar este modelo de Armazém Inteligente 4.0 que, certamente, será referência para a indústria do país nas questões de logística e armazenamento”, disse Calvet.

Pedro Moreira, presidente da Abralog, lembrou que o maior problema do setor logístico no Brasil ainda é a ociosidade nos armazéns e destacou a importância da elaboração desse White Paper, que traz uma visão estruturada sobre logística 4.0. “Essa tecnologia tende a imprimir maior velocidade nas operações, acuracidade, redução de custos além de ser um indutor para a gestão da cadeia de suprimento e logística”, afirmou Moreira.

O White Paper revela ainda que a implementação de tecnologias como a inteligência artificial, armazenamento em nuvem, radiofrequência, veículos autônomos autoguiados, dispositivos inteligentes e equipamentos automatizados, todos conectados e impulsionados pela conexão 5G, tende a imprimir maior velocidade nas operações, exatidão na conferência de estoque e redução de custos, favorecendo a evolução da gestão da cadeia de suprimento e logística no Brasil.

 

Armazém Inteligente

Em 2020, o armazém da Huawei de 22 mil m² recebeu a cobertura de uma rede 5G privada, obtida após autorização da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A tecnologia móvel de quinta geração é a única que suporta conexão entre máquinas. São 12 antenas, capazes de conectar até 300 dispositivos inteligentes, como veículos autônomos auto-guiados, empilhadeiras autônomas, câmeras com inteligência artificial e dispositivos de radio frequência. Desde então, tarefas como transporte de matéria-prima e equipamentos passaram a ser executados por robôs autônomos, o que ocasionou um ganho de 25% na eficiência da operação, e uma diminuição do ciclo de produção de 17 para 7 horas.

Sobre a Huawei

A Huawei é líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e uma das 100 marcas mais valiosas do mundo de acordo com a Forbes. A companhia tem a visão de enriquecer a vida das pessoas por meio da comunicação e é dedicada à inovação centrada no cliente. Com sólidas parcerias com a indústria local, a Huawei está comprometida com a criação de valor para operadoras de telecomunicações, empresas e consumidores, oferecendo produtos e soluções de alta qualidade e inovação em mais de 170 países e territórios. Com mais de 190 mil funcionários em todo o mundo, a empresa atende mais de um terço da população mundial. Há 23 anos no Brasil, a Huawei é líder no mercado nacional de banda larga fixa e móvel por meio das parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telecomunicações e possui escritórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Recife, além de um centro de distribuição em Sorocaba (SP) e um Centro de Treinamento em São Paulo.

Sobre a ABDI

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) trabalha para que o setor produtivo nacional aumente sua produtividade, competitividade e lucratividade. A partir da formulação de programas e serviços, a ABDI contribui de forma efetiva para o desenvolvimento econômico. A atuação tem, mais recentemente, se concentrado no incentivo à transformação digital, novos modelos de negócios e uso de tecnologias em cidades inteligentes. A ABDI é indutora da cultura de digitalização na economia nacional, gera inteligência competitiva e é responsável pela articulação entre agentes públicos e privados, sempre com o foco no desenvolvimento do setor produtivo brasileiro.

Para mais informações, visite a Huawei online em www.huawei.com ou siga-nos:

Facebook 
Twitter 
Instagram
LinkedIn 
YouTube

Contato de imprensa:

FSB Comunicaçãohuawei.fsb@fsb.com.br